25 de julho de 2012

A vida das 8 ás 18



24 de julho de 2012

Olhando as coisas simples


s

Texto : por Paulo Coelho

O guerreiro da luz sabe que, como dizem os tibetanos, “não é preciso uma experiência mística para descobrir que o mundo é bom”. Basta perceber as coisas belas e simples à sua volta.
Quando tem medo, o guerreiro concentra-se nos pequenos milagres da vida diária. Se é capaz de ver o que é belo, é porque traz a beleza dentro de si – já que o mundo é um espelho, e devolve a cada homem o reflexo de seu próprio rosto.
Embora conhecendo seus defeitos e limitações, o guerreiro faz o possível para manter o bom-humor nos momentos de crise. Afinal de contas, o mundo está se esforçando para ajudá-lo, mesmo que tudo à sua volta pareça dizer o contrário.

6 de julho de 2012

Fingir sentimentos faz bem para você


Essa história vem de um artigo do The Guardian, escrito pelo psicólogo Richard Wiseman. Segundo ele, seu humor muda quando você finge um comportamento. Por exemplo, se você estiver triste, force um sorriso. É mais fácil ficar feliz com um sorriso falso do que apenas pensar em coisas legais.
O artigo relembra uma pesquisa antiga, dos anos 70, de uma universidade americana. Nela, os voluntários tiveram de forçar algumas expressões. Alguns agiram como se estivessem bravos, com a sobrancelha franzida e os dentes cerrados, enquanto outros tiveram de abrir um sorrisão. Aí, quem fez cara de bravo realmente ficou mais bravo, e quem sorriu ficou mais feliz.
Com outros sentimentos, como confiança, isso também funciona. Um estudo da Columbia Business School dividiu alguns voluntários em dois grupos diferentes. A primeira turma teve de adotar uma postura dominadora: colocar o pé na mesa, olhar para cima e colocar as duas mãos cruzadas atrás da nuca. Os outros participantes tiveram de ficar em pé, olhando para o chão. Em pouco tempo, a confiança e o nível de testosterona de quem pagou de folgado, com os pés na mesa, aumentou.
Ou seja, qualquer comportamento, expressão do seu corpo pode afetar seu humor. Não é uma loucura pensar como nossa mente e corpo conversam, se enganam e guiam nossas atitudes?
(Vale lembrar que outras pesquisas já disseram o contrário: sorriso forçado não ajuda em nada.)
Crédito da foto: cuteculturechick.com
Revista Super Interessante.